Viena, 9 jun (EFE).- Kerstin, a mais velha dos filhos-netos nascidos dos abusos de Josef Fritzl contra sua própria filha, Elisabeth, despertou do coma, informou hoje a ORF, a rádio pública austríaca.

A internação da jovem, de 19 anos, em um hospital da localidade de Amstetten por uma estranha e grave doença fez vir à tona o mais grave caso de seqüestro e abusos sexuais da Áustria.

Até ser levada ao hospital, Kerstin nunca havia saído do porão no qual era mantida desde seu nascimento, o mesmo no qual sua mãe passou os últimos 24 anos trancafiada.

Segundo a rádio, a jovem já estaria na clínica psiquiátrica de Amstetten, onde especialistas atendem aos cinco irmãos de Kerstin, além de Elisabeth e a mãe desta, Rosemarie.

Até o momento, não há informações sobre o estado de saúde da jovem, que estava em coma induzido para ter seus sinais vitais estabilizados.

O pai e seqüestrador Josef Fritzl, detido em um centro penitenciário de Sankt Polten, capital do estado da Baixa Áustria, teve sua prisão preventiva estendida na última sexta-feira. EFE ll/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.