Sacerdote ortodoxo grego condenado por violentar duas crianças

Um sacerdote ortodoxo grego foi condenado pelo tribunal de apelação de Atenas a 11 anos de prisão por violentar, nos anos 90, dois menores de idade.

AFP |

O tribunal também o condenou ao pagamento de uma multa de 101.000 dólares como indenização às vítimas.

As vítimas do 'pope' Andreas Papaioannu, de 65 anos, têm agora 27 e 28 anos e confirmaram ter sido violentados reiteradamente entre 1995 e 1997.

É pouco comum que casos de pedofilia protagonizados por 'popes' (sacerdotes do rito grego) sejam divulgados e levados à justiça na Grécia, onde a igreja ortodoxa é muito influente e não é separada do Estado.

Os popes gregos podem se casar e ter filhos, mas se forem casados não podem ter acesso a postos da direção eclesiástica.

dk/php/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG