Sacerdote irlandês é condenado a 3 anos de prisão por abusar de coroinha

Dublin, 16 dez (EFE).- A Justiça irlandesa condenou hoje a três anos de prisão o sacerdote católico Thomas Naughton, por cinco crimes de abusos sexuais cometidos contra um menor entre 1982 e 1984.

EFE |

Naughton, de 78 anos, foi declarado culpado em junho de abusar sexualmente um coroinha na paróquia de Wicklow, na arquidiocese de Dublin.

Durante a leitura da sentença, o juiz Michael O'Shea qualificou hoje de "espantosos e horrendos" os abusos do religioso, que utilizou sua relação de "confiança" para cometer atos "premeditados", segundo o magistrado.

A pena máxima para este tipo de casos é de dez anos, mas o advogado de Naughton conseguiu uma redução da condenação, dada sua avançada idade, estado de saúde e grau de cooperação com a Polícia para investigar o caso.

No entanto, a defesa anunciou que apelará contra a sentença.

Uma das vítimas de Naughton leu durante a audiência um comunicado no qual assegurou que o sacerdote abusou sexualmente dele em mais de 70 ocasiões, o que o levou a tentar dois suicídios e a sofrer de "dependência sexual", pela qual recebe tratamento.

Em julho de 1998, o sacerdote foi condenado a três anos de prisão, por abusar de outros quatro coroinhas.

O recente Relatório Murphy sobre abusos sexuais apontou mais de 20 pessoas como vítimas do sacerdote, embora muitas tenham resolvidos seus casos fora dos tribunais.

O texto tornou público no mês passado as práticas da Igreja Católica irlandesa para ocultar durante décadas, e em conivência com o Estado, centenas de abusos cometidos na arquidiocese de Dublin, a mais importante do país. EFE ja/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG