Concepción M. Moreno.

Madri, 6 set (EFE).- Quase 517 anos depois da chegada de Cristóvão Colombo à América, sabores e aromas procedentes do Brasil, México, Argentina e Peru conquistarão a cidade espanhola de Sevilha, no festival gastronômico internacional "Andaluzia Sabor 2009", sob o título "O Novo Descobrimento", que vai do dia 21 a 24 de setembro.

A chef brasileira Helena Rizzo, a mexicana Carmen "Titita" Ramírez e o argentino Fernando Trocca, além do japonês Toshiro Konishi, dono de um restaurante no Peru, apresentarão a mistura latino-americana nesta verdadeira "troca gastronômica" com a região espanhola da Andaluzia, no sul da Espanha, explica a organização em seu site oficial.

O cozinheiro espanhol Ferrán Adriá, considerado durante vários anos consecutivos o melhor chef do mundo, abrirá o congresso no dia 21, segunda-feira, com um seminário intitulado "Andaluzia, 500 anos depois. Tapas, o Novo Descobrimento".

O chamado "tapeo", costume espanhol de ir a um bar e comer apenas as famosas tapas, ou tira-gostos, protagoniza a nova cozinha latino-americana e, ao mesmo tempo, os alimentos procedentes do Novo Continente enriqueceram esses "mini-pratos".

A cozinheira brasileira Helena Rizzo dirige o restaurante "Maní", em São Paulo, junto com seu companheiro, o espanhol Daniel Redondo, a quem conheceu em aulas em um restaurante em Gerona, na Catalunha, nordeste da Espanha.

De acordo com Helena, o "Maní" oferece essa fusão de alimentos locais, sob uma visão europeia e, no dia 22, apresentará um seminário sobre a incorporação das frutas exóticas na nova cozinha brasileira.

Já a mexicana Carmen "Titita" Ramírez apela para as receitas tradicionais, com gostinho de comida de avó, apesar de possuir uma cadeia de restaurantes chamada "El Bajío", no Distrito Federal do México.

Contrária ao conceito "tex-mex", exportado para todo o mundo, Carmen falará, no mesmo dia, sobre chilis, queijos, abacate e milho, como os ícones da cozinha mexicana.

Fernando Trocca, proprietário do restaurante "Sucre", em Buenos Aires, fará uma apresentação sobre cortes de churrasco. Apesar de ser um viajante da cozinha e ter feito sucesso em Nova York, não pode negar sua origem argentina.

A presença latino-americana se completa com a mistura crioulo-japonesa apresentada por Toshiro Konishi e seu restaurante "Toshiro's", em Lima, que também participará do festival gastronômico em Sevilha.

Alimentos tradicionais da gastronomia espanhola, como o queijo, o arroz, os embutidos ibéricos ou as aves de caça, integrarão as exposições de cozinheiros da magnitude de Martín Berasategui, Pedro Subijana ou Joan Roca.

A convenção servirá, além disso, para oficializar a constituição da Academia Ibero-Americana de Gastronomia, na qual estarão representadas as já existentes na Espanha, México, Argentina, Brasil e Portugal, e que terá sua sede permanente em Sevilha. EFE cmm/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.