Saakashvili: Geórgia vive em condições de ocupação após conflito com Rússia

Tbilisi, 12 fev (EFE).- O presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, constatou hoje que o país vive em condições de ocupação após a guerra de agosto do ano passado contra a Rússia, que reconheceu a independência das regiões separatistas de Ossétia do Sul e Abkházia.

EFE |

"A soberania da Geórgia está ameaçada por um inimigo forte e perigoso, que não reconhece o direito internacional e fala com o mundo civilizado na linguagem da chantagem e das ameaças", afirmou ao apresentar ao Parlamento a mensagem sobre o estado da nação.

O chefe de Estado lembrou que durante o conflito armado morreram 166 soldados, 16 policiais e centenas de civis georgianos, enquanto o Exército russo destruiu aldeias e bombardeou cidades para proteger os separatistas.

"O objetivo de nosso inimigo é desmembrar definitivamente a Geórgia para que desapareça do mapa mundi. Por isso, nossa tarefa é conseguir uma integração ainda maior no mundo civilizado e uma máxima aproximação possível com a Europa e a Otan", disse.

Saakashvili prometeu recuperar a Ossétia do Sul e a Abkházia "de forma pacífica", atraindo-as mediante o desenvolvimento econômico da Geórgia, e restabelecer as relações com a Rússia, mas apenas quando o vizinho reconhecer o direito da Geórgia de ser livre e independente. EFE mv/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG