Damasco, 19 dez (EFE).- O primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, chegou hoje à Síria, em uma visita destinada a aproximar as posturas entre os dois países, em meio a uma crise política desde o assassinato, em 2005, do ex-primeiro-ministro libanês e pai do chefe do Executivo, Rafik Hariri.

Segundo a agência de notícias síria "Sana", Saad Hariri, que anunciou hoje mesmo sua visita, permanecerá em Damasco por dois dias, durante os quais deve se reunir com o presidente sírio, Bashar al-Assad.

Esta é a primeira viagem de um representante da maioria parlamentar libanesa, liderada por Saad Hariri, desde a morte de seu pai em um atentado, em 14 de março de 2005, pelo qual parte da elite política libanesa responsabilizou o regime sírio.

O primeiro-ministro libanês tinha previsão de viajar a Damasco na semana passada, mas a repentina morte de Mayed al-Assad, irmão mais novo de Bashar al-Assad, após uma longa doença, provocou o cancelamento temporário da visita.

A chegada de Hariri, que será homenageado por Assad com um jantar, foi antecedida ontem pela visita do presidente do Líbano, Michel Suleiman, que se reuniu com o líder sírio para preparar o caminho para a reunião de hoje.

Segundo fontes diplomáticas em Damasco, espera-se que os dois líderes decidam abrir uma nova página em suas relações pessoais, assim como estreitar a cooperação entre seus Governos para garantir a estabilidade libanesa.

Um comunicado do escritório de Hariri informava hoje que o objetivo da viagem é estudar como melhorar as relações entre os dois Estados.

O deputado Ammar Hury, membro do grupo Futuro, presidido por Saad Hariri, disse que a visita será "curta e constituirá o prelúdio de uma nova etapa".

"Trata-se da visita de um primeiro-ministro do Líbano a um país irmão", disse.

O presidente do Conselho Geral Maronita, o ex-ministro Wadih Khazem, disse que essa visita "pode ser benéfica para os dois países, já que as relações líbano-sírias foram quebradas no passado".

O ministro do Turismo libanês, Fadi Abud, ressaltou que a visita de Hariri à Síria é "um passo na boa direção.

A viagem de Hariri ocorre um dia depois que o presidente do Líbano se reuniu, em Damasco, com o presidente sírio, Bashar al-Assad, para reforçar as relações bilaterais. EFE gb-jfu/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.