MOSCOU (Reuters) - Metade dos russos sente que as potências ocidentais são hostis ao seu país, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira pelo instituto VTsIOM. O levantamento foi feito antes da recente guerra na Geórgia, mas já sob um cenário de atrito entre o Ocidente e o Kremlin.

No começo do mês, a Rússia enviou tropas à Geórgia para responder à tentativa georgiana de ocupar militarmente a província separatista da Ossétia do Sul, que desde 1992 goza de autonomia sob proteção de Moscou.

Os EUA e a União Européia, aliados da Geórgia, exigiram que a Rússia retire suas tropas para as posições prévias ao conflito. Moscou se queixa de que o Ocidente estaria fazendo vista grossa à agressão georgiana.

De acordo com a pesquisa, 47 por cento dos entrevistados acham que os EUA e seus aliados, como Grã-Bretanha e Alemanha, tentam resolver problemas à custa da Rússia.

Só 37 por cento acham que esses países têm interesses em comum com a Rússia no combate à criminalidade e ao terrorismo.

Para 44 por cento dos entrevistados, a Rússia deveria cooperar mais ativamente com países que não compartilham das opiniões ocidentais, funcionando como contraponto nas grandes questões globais.

Outros 33 por cento preferem uma maior cooperação com o Ocidente.

Foram ouvidas 1.600 pessoas em 140 pontos de todo o país, nos dias 12 e 13 de julho. A margem de erro é de 3,4 pontos percentuais.

Outras pesquisas realizadas depois do início do conflito com a Geórgia mostram apoio maciço ao governo russo.

(Por Conor Sweeney)

REUTERS FE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.