Russos, estonianos e georgiano estão em navio capturado por piratas

Moscou, 8 nov (EFE).- A tripulação do cargueiro com bandeira das Bahamas, seqüestrado na sexta-feira por supostos piratas em águas do Golfo de Áden, perto da Somália, é integrada por oito cidadãos russos, quatro estonianos e um georgiano, confirmou hoje o jornal digital Boletim Marítimo-Sovfracht.

EFE |

"Piratas somalis tomaram à força a embarcação de carga "Cec Future", que opera da Dinamarca com bandeira das Bahamas, com 13 tripulantes a bordo. O navio tinha zarpado de um porto do Oriente Médio e se dirigia à Ásia, precisou o site.

Com este ataque, já são 81 as embarcações atacadas este ano na África, das quais 11 permanecem sob poder de piratas, que retêm mais de 200 membros de suas tripulações.

Segundo dados da ONU, destes ataques a navios estrangeiros, cerca de 60 foram cometidos por piratas somalis.

Com a cobrança de resgates pelos navios seqüestrados, os piratas poderiam embolsar este ano até US$ 30 milhões, segundo a agência oficial russa "RIA Novosti".

Entre os navios que continuam em poder dos piratas, está há mais de um mês o cargueiro ucraniano "Faina", cuja tripulação é integrada por dois russos, 17 ucranianos e um letão, enquanto o capitão do navio, o russo Vladimir Kolobkov, morreu por causa de um ataque cardíaco. EFE egw/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG