Moscou, 11 fev (EFE).- O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, afirmou hoje que seu país posicionará foguetes Iskander no enclave báltico de Kaliningrado, próximo à Polônia apenas se os Estados Unidos instalarem fisicamente elementos de seu escudo antimísseis na Europa.

O chefe da diplomacia russa deu esta declaração em entrevista coletiva ao fim de um encontro com a delegação de relações exteriores da União Europeia e o alto representante para a Política Externa da UE, Javier Solana.

Segundo Lavrov, o sistema de defesa antimísseis americano não foi abordado hoje na pauta da reunião, mas simplesmente mencionado "entre os problemas que surgem no âmbito da segurança europeia".

O ministro russo negou que a ideia de instalar os Iskander em Kaliningrado, ponto mais ocidental do país, seja qualquer "espécie de ameaça" ao Ocidente, afirmando que se trata apenas de uma "necessidade de garantir a própria segurança".

Por sua parte, o ministro de Relações Exteriores tcheco, Karel Schwarzenberg, cujo país exerce a Presidência rotativa da União Europeia e no qual será instalada uma estação de radar do escudo americano, afirmou que este sistema não aponta nem constitui uma ameaça à Rússia. EFE egw/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.