Rússia vigiará a trajetória do lançamento do suposto satélite de Pyongyang

A Rússia vai vigiar com seu sistema de detecção de mísseis a trajetória do artefato que a Coreia do Norte planeja lançar em breve, informou nesta sexta-feira uma fonte do Estado-Maior russo citado pela agência Interfax.

AFP |

A Coreia do Norte anunciou na quinta-feira ter informado aos organismos de transporte internacionais sobre o lançamento de um foguete, possivelmente entre 4 e 8 de abril, com o objetivo oficial de colocar em órbita um satélite de telecomunicações.

Estados Unidos e Coreia do Sul pediram nas últimas semanas ao regime de Pyongyang que renuncie ao projeto, pois temem que na realidade envolva o teste de um míssil de longo alcance.

As especulações são intensas há várias semanas sobre a natureza exata do foguete norte-coreano.

Pyongyang provocou uma crise internacional em 1998, quando disparou um míssil de longo alcance Taepodong-1 que sobrevoou o Japão antes de cair no Oceano Pacífico.

Na época, a Coreia do Norte também anunciou que se tratava de um "artefato lançador de satélites".

lim/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG