Rússia vence Brasil na decisão do terceiro lugar da Liga Mundial

Rio de janeiro, 27 jul (EFE) - O Brasil fechou hoje sua participação na Liga Mundial de vôlei com uma derrota para a Rússia por 3 sets a 1, com parciais de 25-23, 25-19, 23-25 e 25-19 na decisão do terceiro lugar da competição, disputada no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. Este foi o segundo resultado negativo seguido dos comandados de Bernardinho, que ontem tinham perdido a semifinal para os Estados Unidos. Além disso, a Rússia pôde se vingar da derrota na primeira rodada do grupo E da fase final, quando os brasileiros ganharam por 3 sets a 0. O Brasil começou o primeiro set cometendo muitos erros, como na partida do dia anterior. Os russos, entretanto, eram mais eficientes e se mantiveram à frente no placar na maior parte do tempo.

EFE |

A seleção da casa só conseguiu empatar quando um ace de Giba deixou o jogo em 8 a 8. A partir daí, a partida ficou equilibrada e os erros dos brasileiros acabaram fazendo a diferença. No final, um ataque de Kosarev, usando o bloqueio adversário, fechou o set, deixando Bernardinho muito irritado.

Na volta do intervelo, o Brasil deu a impressão que tinha voltado a exibir o jogo que havia mostrado nas conquistas dos Mundiais e em Atenas.

Giba marcou três pontos seguidos, sendo dois de saque, e a equipe abriu 3 a 0, obrigando o técnico russo a parar a partida.

Porém, a Rússia empatou e o jogo passou a ter o mesmo equilíbrio do final do primeiro set. Mas graças a dois pontos de saque seguidos do ponta Dante, o Brasil chegou à parada técnica vencendo por 8 a 6.

O duelo seguiu disputado, mas quando os russos fizeram 21 a 19, o levantador Marcelinho sentiu uma lesão e teve que ser substituído por Bruninho. O Brasil se abateu e o apagão foi aproveitado pelo adversário. Com um ponto de saque, os russos fizeram 2 sets a 0 e a torcida carioca ensaiou uma vaia.

Na volta do intervalo, a Rússia dominou o jogo e chegou a abrir 15 a 11. Os jogadores brasileiros demonstraram nervosismo e reclamavam constantemente das marcações da arbitragem.

Empurrada pela torcida, a seleção da casa se reencontrou e virou o placar com um ace do capitão Giba. Na seqüência, um ponto de ataque de Dante incendiou o Maracanãzinho. Com uma cortada de Anderson, a equipe fechou o terceiro set e deu esperanças de que ainda poderia se despedir do Rio com uma vitória.

No entanto, os comandados de Bernardinho voltaram muito mal do intervalo e perdiam por 8 a 3 na primeira parada técnica. Quando os russos abriram 11 a 4 no placar, o técnico brasileiro pediu tempo.

Por sua vez, a Rússia contava com a grande atuação de Mikhaylov, maior pontuador da partida, e chegou à segunda parada técnica com uma vantagem de 16 a 9.

Insatisfeita principalmente com Gustavo, a torcida vibrou quando o meio-de-rede deu lugar a Rodrigão. A vibração foi ainda maior quando Giba pulou as placas de publicidade para tentar buscar uma bola. Entretanto, os cariocas não puderam comemorar uma vitória brasileira, pois a Rússia fechou o jogo com um ataque de Volkov. No final, o Maracanãzinho se dividiu entre vaias e aplausos.

Agora as duas seleções voltarão suas atenções para os Jogos Olímpicos de Pequim, pelos quais se enfrentarão no dia 11 de agosto, na segunda rodada do grupo B.

Ficha técnica: Rússia: Kosarev, Grankin, Tetyukhi, Volkov, Mikhaylov, Kuleshov e Verbov (líbero). Entraram: Ostapenko, Poltavskiy e Berezkho.

BRASIL: Marcelinho, André Heller, Giba, André Nascimento, Gustavo, Dante e Serginho (líbero). Entraram: Anderson, Bruninho e Rodrigão.

Árbitros: Osamu Sakaide (JAP) e Bela Hobor (HUN). EFE plc/rd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG