MOSCOU - Os gastos militares russos vão crescer 27% em 2009, disse na terça-feira o primeiro-ministro Vladimir Putin à agência de notícias Interfax.

"Quase 2,4 trilhões de rublos [94,12 bilhões de dólares] serão alocados para necessidades de defesa e segurança nacionais [em 2009]. Trata-se de um aumento de 27%", disse Putin, ex-presidente e homem-forte do país.

Numa breve guerra em agosto, a Rússia esmagou uma tentativa da sua vizinha pró-ocidental Geórgia de recuperar à força o controle da república separatista da Ossétia do Sul, um protetorado de Moscou.

Putin e o presidente Dmitry Medvedev vêm dizendo que a operação militar, condenada pelo Ocidente por sua magnitude exagerada, demonstrou que as forças russas precisam de uma grande modernização de armas e equipamentos.

O premiê fez o anúncio no dia em que títulos russos caíram mais de 10% , atingindo seu menor valor em 10 anos, devido à crise financeira global e a preocupações internas, como a questão da Geórgia.

Leia mais sobre Rússia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.