Rússia sofre para controlar incêndios florestais

Segundo as autoridades 1,7 mil pessoas participam do combate ao fogo, que se espalhou para uma superfície de quase 15 mil hectares

EFE |

Mais de 18 mil hectares de florestas ardem no extremo oriente da Rússia, onde bombeiros e guardas florestais lutam para controlar 35 incêndios, informaram as autoridades locais nesta terça-feira.

A situação mais grave é registrada em Sajá (República de Iacútia), onde o fogo se propagou a uma superfície de quase 15 mil hectares, segundo um comunicado do Departamento Florestal do distrito federal Extremo Oriente citado pela agência Interfax.

A magnitude dos incêndios nessa república, a maior das 83 entidades que formam a Federação da Rússia (3,1 milhões de quilômetros quadrados), levou as autoridades a declarar estado de emergência em 18 unidades administrativas de Iacútia.

A mesma medida foi adotada em várias zonas das regiões de Khabarovsk e Kamtchatka, na comarca de Tchukotka e na ilha de Sakhalin. De acordo com o boletim oficial, mais de 1,7 mil pessoas e 200 veículos de todo o tipo, incluindo 12 aviões, participam da extinção dos incêndios florestais no extremo oriente do país.

    Leia tudo sobre: rússiaincêndioincêndio florestal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG