Rússia se diz preocupada com uso da força no Irã

MOSCOU (Reuters) - A Rússia disse na sexta-feira que está seriamente preocupada com o uso da força no Irã após uma contestada eleição presidencial e pediu que Teerã resolva todos os problemas de uma maneira democrática, informou a agência Interfax. Nós naturalmente expressamos nossa mais séria preocupação sobre o uso da força e a morte de civis, disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, nos bastidores de um encontro de ministros das Relações Exteriores do Grupo dos Oito na Itália.

Reuters |

"Nós contamos que todas as questões que tenham sido levantadas no contexto das eleições sejam resolvidas de acordo com procedimentos democráticos", disse Lavrov.

A Rússia e a China parabenizaram neste mês o presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad por sua controversa reeleição quando ele compareceu a um encontro de cúpula na Rússia.

Os resultados oficiais deram a Ahmadinejad uma vitória esmagadora, enquanto o candidato derrotado Mirhossein Mousavi afirmava que a eleição havia sido fraudada.

O Grupo dos Oito deplorou a violência pós-eleitoral no Irã na sexta-feira e pediu que Teerã solucione a crise logo por meio do diálogo democrático.

(Reportagem de Guy Faulconbridge)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG