Rússia retoma cooperação militar com Otan

Moscou, 29 set (EFE).- A Rússia retomará a cooperação militar com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), congelada após a guerra contra a Geórgia em agosto de 2008, anunciou hoje o embaixador russo na aliança, Dmitri Rogozin.

EFE |

"Com este fim, hoje mesmo viajará comigo a Bruxelas o chefe do Serviço Federal de Cooperação Militar e Técnica, Mikhail Dmitriev", que discursará na quarta-feira durante a reunião entre os embaixadores do Conselho Otan-Rússia, informou Rogozin, em entrevista coletiva.

Rogozin avaliou o fato de o novo secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, ter dedicado seu primeiro discurso no cargo à necessidade de restabelecer o diálogo e a cooperação com a Rússia, após a etapa de esfriamento.

O embaixador russo anunciou que Rasmussen se propôs a visitar a Rússia, previsivelmente após a reunião ministerial do conselho, que acontecerá no início de dezembro.

Moscou e Bruxelas iniciam assim "um processo de intensificação das consultas encaminhadas a alcançar uma nova qualidade de diálogo político e de cooperação prática", disse Rogozin, segundo a agência "Interfax".

"Esperamos que as negociações (com Rasmussen) em Moscou tenham sérias consequências políticas para nossas relações com a aliança", que também deseja uma maior cooperação com a Rússia, acrescentou.

Rogozin ressaltou que ambas as partes apostam por reduzir o número de "fatores irritantes" em suas relações, e afirmou que a Otan se opõe à inclusão da Ucrânia e da Geórgia como países-membro, desejo das duas nações, apesar da aberta oposição da Rússia. EFE se/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG