Rússia rejeita texto de resolução da ONU para Geórgia

A Rússia rejeitou um esboço de resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas sobre a Geórgia, proposto pela França, alegando que ele contradiz os termos do acordo de cessar-fogo mediado pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, na semana passada. O embaixador russo na ONU, Vitaly Churkin, disse que a resolução deveria incorporar nela o plano de paz promovido pela França e já firmado pela Rússia e pela Geórgia.

BBC Brasil |

O texto reafirma a integridade territorial da Geórgia e pede à Rússia que faça suas forças recuarem para as posições mantidas antes do atual conflito.

Mas a Rússia disse que o cessar-fogo que aceitou na semana passada permite que suas tropas se retirem para uma zona de segurança no lado georgiano da fronteira da Ossétia do Sul.

A Rússia também tem objeções em relação a termos referentes à integridade territorial georgiana, alegando que ela está desatualizada uma vez que a Ossétia do Sul e a Abecásia não querem ser parte da Geórgia.

Segundo Churkin, submeter o texto de resolução à votação será uma perda de tempo. A Rússia pode vetar resoluções da ONU.

Mais cedo, o governo russo havia rejeitado uma advertência da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte, a aliança de defesa ocidental), de que a normalização das relações é impossível enquanto tropas da Rússia permanecerem em território da Geórgia.

A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, disse que não se permitirá que a Rússia impeça alguns países europeus de se unirem à aliança transatlântica.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG