Rússia rejeita retomar cooperação militar com Otan

Bruxelas, 27 mai (EFE).- A Rússia rejeitou hoje retomar a cooperação militar com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), suspensa durante o conflito na Geórgia, em agosto do ano passado, até que seja realizada uma reunião de ministros das Relações Exteriores.

EFE |

O Comitê Militar aliado em plenário, estimulado pelos Estados Unidos, esperava que o Conselho Otan-Rússia, reunido hoje em nível de embaixadores, aprovasse a retomada das relações militares, para, assim, reiniciar os exercícios conjuntos.

No entanto, segundo informaram à Agência Efe fontes diplomáticas, o representante russo perante a Otan, Dmitri Rogozin, foi taxativo ao rejeitar esta possibilidade, e disse que só será possível quando os ministros de Assuntos Exteriores chegarem a um acordo.

Por enquanto, não há qualquer encontro desta categoria previsto, e o consenso dos ministros da Defesa, que se reunirão no dia 11, não é suficiente para os russos.

Neste contexto, uma das possibilidades levantadas é convocar uma reunião de Exteriores aproveitando que, em 15 de junho, muitos dos chefes da diplomacia aliados estarão em Bruxelas para o Conselho de Assuntos Gerais e Relações Exteriores da União Europeia (UE).

"Houve palavras positivas, mas estão ocorrendo em um ambiente similar ao da Guerra Fria, estamos congelados e quanto mais tempo se passar, será pior", ressaltaram as fontes consultadas.

Em qualquer caso, os embaixadores expressaram o desejo de que ocorra uma reunião ministerial do conselho "o mais rápido possível", explicou a porta-voz da Otan Carmen Romero.

Além disso, vários representantes diplomáticos sugeriram a Rogozin utilizar o conselho para debater sobre a proposta do Kremlin de criar uma nova estrutura de segurança euro-atlântica que supere a hegemonia da organização aliada.

Os delegados também decidiram que devem se concentrar mais em debater temas atuais, como o desarmamento, a não-proliferação de armas de destruição em massa, o Afeganistão ou a pirataria. EFE met/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG