A Rússia rejeita novas sanções contra a Coreia do Norte pelo lançamento de um foguete no início do mês e considera necessária a retomada das negociações multilaterais sobre o programa nuclear de Pyongyang.

"Não devemos falar de reforçar as sanções, e sim de como retomar o processo a seis. É a tarfea mais importante", declarou o vice-ministro das Relações Exteriores, Alexei Borodavkin.

"Quando o Conselho de Segurança da ONU preparava a resposta às ações da Coreia do Norte, ressaltamos a necessidade de que a resposta facilitasse a continuidade do processo a seis", acrescentou.

Na segunda-feira, o Conselho de de Segurança condenou Pyongyang por ter lançado um foguete em 5 de abril, em uma violação a uma resolução da ONU de outubro de 2006 que proibia ao país qualquer teste nuclear ou disparo de míssil.

A Coreia do Norte notificou na terça-feira a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) sobre o fim imediato de qualquer cooperação e a reativação das instalações nucleares.

O país já havia anunciado a retirada das negociações sobre seu programa nuclar com Coreia do Sul, Estados Unidos, China, Rússia e Japão.

ahe/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.