Rússia reitera que quer relançar relações econômicas com EUA

São Petersburgo (Rússia), 4 jun (EFE).- A Rússia afirmou no 13º Fórum Econômico internacional, que começou hoje em São Petersburgo, que deseja relançar as relações econômicas com os Estados Unidos A Rússia não tem medo de um reinício no terreno econômico, já que quanto mais intensos forem nossos contatos econômicos e maiores forem os investimentos e trocas comerciais, maiores dividendos nossos povos receberão, afirmou Aleksandr Yakovenko, vice-ministro das Relações Exteriores, segundo a agência oficial Itar-Tass.

EFE |

Yakovenko disse que a primeira visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, à Rússia, que acontecerá em julho, servirá para "dar um novo impulso à cooperação entre os empresários dos dois países".

"As relações com os EUA são uma das prioridades da política externa russa. As trocas comerciais cresceram ano após ano", informou.

Apesar da crise, o volume comercial bilateral subiu de US$ 26,7 bilhões em 2007 até os US$ 36,1 bilhões em 2008.

Quanto aos investimentos na economia russa, os Estados Unidos ocupam o oitavo lugar, com US$ 8,8 bilhões, ou 3,3% do total.

A Rússia investiu US$ 5,5 bilhões na economia americana.

"Estes números são, à primeira vista, consideráveis, mas não são ótimos para nossos países. O empresariado russo está disposto a uma cooperação a longo prazo", disse Yakovenko. EFE ak/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG