Governo russo desistiu da venda após ONU aprovar nova rodada de sanções contra o país persa

A Rússia anunciou nesta quinta-feira que devolverá ao Irã o dinheiro pago pelo lote de mísseis S-300, cuja entrega foi cancelada por causa de uma resolução da ONU que impôs novas sanções contra Teerã.

"Estamos preparando todos os documentos necessários", declarou Sergei Chemezov, diretor-geral da sociedade nacional de exportação de armas russas Rosoboronexport. "Temos que reembolsar todo o dinheiro. Não temos opção".

Segundo Chemezov, autoridades russas e iranianas já estão em negociações sobre a questão. "Naturalmente, eles não ficaram muito felizes", afirmou, acrescentando ser "pouco provável" que a devolução do dinheiro ocorra este ano.

Chemezov não informou sobre o valor a ser devolvido, mas disse que a Rússia pode conseguir o dinheiro necessário com a venda dos mísseis S-300 inicialmente fabricados para o Irã a outro cliente. "Os S-300 estão prontos. Temos que vendê-los", declarou.

No dia 22 de setembro, Medvedev anunciou ter proibido a entrega dos polêmicos mísseis S-300 ao Irã, em conformidade a uma resolução da ONU de junho que impôs novas sanções a Teerã.

Com AFP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.