Rússia recusa propostas dos EUA para cooperar na defesa antimísseis

Moscou, 12 nov (EFE).- A Rússia recusou as propostas dos Estados Unidos para uma cooperação no âmbito da defesa antimísseis e as classificou de insuficientes, mas ressaltou estar disposta a chegar a um acordo, declarou hoje uma fonte do Kremlin.

EFE |

"O Governo russo está disposto a cooperar com os EUA na segurança da Europa, mas considera insuficientes as propostas apresentadas.

Assim, o Governo de George W. Bush quer deixar sem saída o presidente eleito, Barack Obama", afirmou a fonte, citada pelas agências russas.

Acrescentou que as propostas feitas pelo Governo americano foram enviadas à Rússia depois que o presidente deste país, Dmitri Medvedev, anunciou que Moscou posicionará foguetes táticos Iskander em Kaliningrado, em resposta ao escudo que os EUA planejam construir no Leste Europeu.

"As propostas são insuficientes, não há nada novo. A atual administração quer a qualquer preço impor sua decisão como a única possível e evitar todo o debate", acrescentou.

A fonte do Kremlin disse ainda que "o compromisso na cooperação de defesa antimísseis é possível".

O anúncio é feito quando é esperada para hoje a chegada a Moscou do subsecretário de Estado americano para Assuntos Políticos, William Burns, o primeiro alto funcionário dos Estados Unidos a visitar a Rússia desde o conflito na Geórgia, que deteriorou as relações entre o Kremlin e a Casa Branca. EFE egw/ev/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG