Rússia reconhece independência da Ossétia do Sul e da Abkházia

Moscou, 26 ago (EFE).- O presidente russo, Dmitri Medvedev, anunciou hoje que a Rússia reconhece a independência das regiões separatistas georgianas da Ossétia do Sul e da Abkházia.

EFE |

Em discurso pela televisão, o chefe do Kremlin informou que assinou os decretos sobre o reconhecimento pela Rússia da independência das duas regiões georgianas, e pediu que outros Estados sigam seu exemplo e façam o mesmo.

"Levando em conta a livre expressão da vontade dos povos da Ossétia do Sul e da Abkházia, (...) assinei os decretos sobre o reconhecimento pela Federação da Rússia da independência da Ossétia do Sul e da independência da Abkházia", disse.

O líder russo disse que esta decisão é baseada nos postulados da Carta da ONU, a declaração de 1970 sobre os princípios do direito internacional sobre as relações amistosas entre os Estados e outros documentos internacionais.

"Não foi uma opção fácil, mas é a única possibilidade de garantir a vida das pessoas", afirmou em referência aos habitantes das duas regiões georgianas que romperam com Tbilisi no início da década passada.

Medvedev acusou o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, de genocídio devido a seu ataque à Ossétia do Sul, que levou a Rússia a intervir militarmente no conflito.

"Em 8 de agosto, em Tbilisi, fizeram sua opção. Saakashvili escolheu o genocídio para cumprir suas tarefas políticas", disse o presidente russo, que ressaltou que o dirigente da Geórgia, "com suas próprias mãos, afogou as esperanças de convivência pacífica de ossetas, abkhazes e georgianos em um só Estado". EFE si/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG