Rússia quer cúpula do G20 com foco na crise e não em outros temas

Por Gleb Bryanski ROMA (Reuters) - A Rússia se opõe a tentativas de alguns países do G20 de adicionar temas como mudanças climáticas à agenda da cúpula marcada para abril, em Londres, e quer que a reunião tenha como foco a crise financeira, disse neste sábado uma autoridade do Ministério das Finanças russo.

Reuters |

O representante da Rússia no G8 e no G20, Andrei Bokarev, disse num encontro de ministros das Finanças do G7 em Roma que a Grã-Bretanha, atualmente na presidência do G20, está tentando encaixar a questão das mudanças climáticas na agenda da cúpula de Londres, mas a maioria dos países membros do G20 se opõe a isso.

"A maioria dos países, tanto desenvolvidos como em desenvolvimento, não apoia essa ideia. Ela não estava contemplada na declaração de novembro do G20 (em Washington)", disse Bokarev à Reuters. "Não corresponde ao formato anticrise da cúpula."

O presidente russo, Dmitry Medvedev, disse este mês que não está satisfeito com os preparativos para a cúpula, não havia recebido nenhuma ideia nova do G20 e questionava a necessidade de comparecer ao encontro.

"Precisamos estar certos de que poderemos tomar decisões que conduzam a resultados concretos", disse Bokarev, acrescentando que a expansão do Fórum de Estabilidade Financeira e a reforma do Fundo Monetário Internacional seriam exemplos de resultados que poderiam ser alcançados.

"Seria correto ter uma agenda mais enxuta e decisões concretas para que as pessoas não envolvidas diretamente no processo possam compreender o que pretendemos fazer e para onde precisaremos ir", afirmou Bokarev.

Alguns países queriam discutir protecionismo e barreiras comerciais, mas a Rússia achou que isso não fazia sentido, a não ser que houvesse um mecanismo para impedir que as nações adotem medidas protecionistas, disse o representante russo.

"A declaração do G20 e mesmo o comunicado de hoje do G7 mencionaram o protecionismo, mas isso não impede que os países, incluindo aqueles que assinaram esses documentos, criem mais barreiras", afirmou Bokarev, admitindo que a Rússia também está em falta nesse quesito.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG