Rússia: quase 2.000 crianças morreram vítimas de abuso e maus-tratos em 2008

Quase 2.000 crianças vítimas de abusos e maus-tratos morreram na Rússia em 2008, informou nesta segunda-feira uma investigação do Ministério Público.

AFP |

Mais de 126.000 crianças foram vítimas de violências e, deste total, 1.914 morreram, segundo dados do órgão, publicados no Kremlin durante uma reunião sobre a violência contra menores organizada pelo presidente russo, Dimitri Medvedev.

Além disso, em 2008, 12.500 crianças desapareceram, segundo a Promotoria, citada pelos canais de televisão russos.

O balanço de 2007 foi ainda pior: 2.500 crianças morreram e 161.000 delas vítimas de crimes e violências, segundo a mesma fonte.

Segundo relatório parlamentar de 2005, a miséria social, a separação das famílias, o alcoolismo e a droga causam anualmente a morte de cerca de 2.000 menores de idade.

Além disso, em 2007, a Rússia contava com mais de 730.000 crianças que vivem nas ruas (a população total do país é de 142 milhões de habitantes). Deste total, 80% destes menores têm pais, segundo dados do ministério do Interior.

ml/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG