Rússia pede que França e R.Unido revelem onde submarinos bateram

Moscou, 18 fev (EFE).- França e Reino Unido devem revelar em que setor do oceano Atlântico dois de seus submarinos nucleares colidiram no início de fevereiro, afirmou hoje um representante do Departamento Central de Inteligência do Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Rússia (GRU), serviço de espionagem militar russo.

EFE |

"O acidente dos submarinos francês e britânico requer uma minuciosa investigação internacional, pois é preciso se convencer de que ele não causou uma contaminação radioativa onde aconteceu", disse à agência oficial russa "RIA Novosti".

O agente se mostrou preocupado com o fato de os ministérios de Defesa britânico e francês ocultarem por duas semanas esse acidente, que, segundo dados da inteligência russa, "ocorreu no setor do Atlântico próximo ao sul da Europa".

"As razões para silenciarem sobre o acidente deveram de ser muito sérias: ou havia perigo de contaminação das águas do Atlântico ou ambos os submarinos cumpriam missões especiais", afirmou o representante do GRU.

O submarino francês Le Triomphant e o britânico HMS Vanguard, carregados com 16 mísseis balísticos e 48 cargas nucleares cada um, bateram, em 4 de fevereiro a pouca velocidade, o que não causou feridos, mas alguns danos, segundo revelou a imprensa esta semana.

EFE se/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG