Rússia pede a saída do chefe da missão da ONU em Kosovo

A Rússia exigiu nesta quinta-feira a saída do chefe alemão da missão da ONU em Kosovo (Minuk), Joachim Rucker, ao denunciar projetos que qualificou de escandalosos de reduzir as tarefas da missão.

AFP |

"Nós queremos que sejam adotadas medidas administrativas contra Joachim Rucker, incluindo que deixe o cargo", afirma um comunicado do ministério russo das Relações Exteriores.

A princípio, em 15 de junho, data prevista para a entrada em vigor da Constituição kosovar, a ONU deve transferir grande parte de sua autoridade ao governo e ao Parlamento de Kosovo. Isto não inclui a segurança, a cargo da Otan, assim com a justiça e a polícia, que corresponderão à missão européia "Eulex".

njc/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG