Rússia pede a Israel extradição de ex-proprietário da Yukos

Moscou, 25 mar (EFE).- A Procuradoria Geral da Rússia anunciou hoje que enviou às autoridades de Israel uma solicitação de extradição de Leonid Nevzlin, ex-proprietário da companhia petrolífera Yukos.

EFE |

"Em relação a Nevzlin, há uma sentença de um tribunal russo que está em vigor", disse o chefe do departamento de cooperação internacional da Procuradoria, Saak Karapetian, à agência "Interfax".

Por isso, acrescentou, "enviamos a Israel o texto da decisão e o material da instrução, e pedimos a entrega (de Nevzlin) para o cumprimento da sentença".

Karapetian espera que a parte israelense extradite Nevzlin à Rússia ou comece um processo penal com base nos materiais enviados pela Procuradoria russa.

Além disso, antecipou que os dois países preparam um projeto adicional de protocolo que permitirá "levar aos tribunais cerca de 30 pessoas com dupla cidadania que cometeram crimes na Rússia e vivem em Israel".

Em agosto de 2008, um tribunal russo condenou Nevzlin à prisão perpétua à revelia por ordenar o assassinato de vários funcionários e empresários.

Nevzlin comparou sua condenação aos "processos do terror stalinista", pois "as acusações foram fabricadas, as provas não existem e a sentença foi aprovada antes de começar o processo".

Refugiado e naturalizado israelense, Nevzlin se transformou, a partir de 2003, no coordenador das batalhas legais que acionistas da arruinada e nacionalizada petrolífera Yukos iniciaram contra a Rússia nos tribunais internacionais, o que valeu a ele várias acusações judiciais.

Israel rejeitou até agora o pedido russo de privar Nevzlin da nacionalidade israelense e extraditá-lo, assim como os Estados Unidos, país ao qual Moscou pediu a entrega do ex-proprietário da Yukus em julho de 2005, quando o empresário ditava uma conferência em Washington. EFE io/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG