Rússia: Otan escutou argumentos de Moscou sobre Ucrânia e Geórgia

A decisão da Otan de não conceder à Ucrânia e Geórgia o estatuto de candidatas oficiais à Aliança Atlântica deu atenção aos argumentos de Moscou, disse nesta quinta-feira o representante russo na organização, Dmitri Rogozin.

AFP |

"É evidente que escutaram os argumentos da Rússia, mas não foi apenas isto que contou", declarou Rogozin ao jornal russo Kommersant.

Segundo o funcionário russo, a decisão de não convidar Geórgia e Ucrânia para a Aliança Atlântica também foi resultado da análise da situação nas duas ex-repúblicas soviéticas.

A Rússia rejeita uma nova expansão da Otan em suas fronteiras, como seria o caso de Ucrânia e Geórgia.

mp/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG