Rússia oferece à Bolívia ajuda no combate às drogas

La Paz, 23 out (EFE).- O embaixador da Rússia na Bolívia, Leonid Golulev, ofereceu hoje ao presidente Evo Morales o apoio de seu país na luta contra o narcotráfico, informou a ABI, a agência boliviana de informação.

EFE |

"Vamos cooperar com o que a Bolívia precisar na luta contra o narcotráfico, porque, assim como a Bolívia, a Rússia é vítima deste mal", afirmou Golulev depois de uma reunião com Morales e outros diplomatas.

O embaixador russo confirmou que uma delegação liderada pelo vice-ministro da Defesa Social da Bolívia, Felipe Cáceres, visitará Moscou para negociar convênios na área de combate ao narcotráfico.

Aparentemente, o apoio expressado pela Rússia responde a declarações do Governo boliviano, que há pouco tempo destacou sua intenção de assinar com os russos um convênio de cooperação na luta contra o tráfico de drogas.

O acordo pode vir a substituir os US$ 26 milhões de ajuda antidroga que a Bolívia recebia dos Estados Unidos e que Washington pode suspender em virtude da expulsão do embaixador americano em La Paz, Philip Goldberg. EFE lav/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG