Moscou - A Roscosmos, agência espacial russa, declarou hoje que os restos dos dois satélites de comunicação, um russo e outro americano, que se chocaram na terça-feira a uma altura de quase 800 quilômetros, não representam perigo real à Estação Espacial Internacional (ISS).

"A Roscosmos não registrou a perda de nenhum de seus aparatos cósmicos" operacionais, disse o porta-voz da agência, Aleksandr Vorobiov, ao assinalar que ainda não há dados concretos sobre a colisão.

A Nasa, agência espacial americana, havia informado que o choque produziu uma nuvem de escombros que ameaça a ISS, em órbita a cerca de 400 quilômetros de altura.

Segundo a Nasa, é a primeira vez que se registra um incidente assim entre dois satélites.

Leia mais sobre: satélites

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.