Rússia nega acordo com EUA sobre escudo antimísseis

A Rússia negou nesta quinta-feira qualquer tipo de acordo secreto com os Estados Unidos para a mudança de posição de Washington sobre o escudo antimísseis na Europa Central.

AFP |

"Alguns meios de comunicação afirmam que existe um suposto acordo sobre o escudo antimísses. Posso afirmar que isto não corresponde a nossa política, nem com a maneira de abordar qualquer tipo de problemas com qualquer país. São meras conjecturas", afirmou Andrei Nesterenko, porta-voz do ministério das Relações Exteriores.

Parte da imprensa informou no decorrer do ano que o presidente americano, Barack Obama, teria afirmado às autoridades russas que o sistema de defesa antimísseis seria desnecessário se Moscou convencesse o Irã a não produzir mísseis de longo alcance e armas nucleares.

Os Estados Unidos anunciarão nesta quinta-feira um importante ajuste e melhoria do sistema de defesa antimísseis europeu, declarou à AFP o porta-voz do Pentágono, Geoff Morrell, enquanto várias fontes indicam que o governo de Barack Obama vai abandonar o projeto atual.

O primeiro-ministro da República Tcheca, Jan Fischer, afirmou à imprensa que recebeu uma ligação de Obama para anunciar que Washington renunciou ao projeto de escudo antimísseis na Europa.

Ao mesmo tempo, o porta-voz do Pentágono destacou que o governo dos Estados Unidos reavaliou para baixo a ameaça de mísseis de longo alcance do Irã, com base em informações do serviço de inteligência.

"O projeto anterior se baseava na estimativa de que o Irã estava decidido a desenvolver um programa de mísseis de longo alcance, mas, segundo as últimas informações de inteligência, estão muito mais concentrados no desenvolvimento de capacidades de curto e médio alcance", disse Morrell.

Ao mesmo tempo, ele fez questão de destacar que os novos planos que a Casa Branca anunciará não têm nada a ver com a Rússia, que sempre foi contrária ao projeto de escudo antimísseis americano na Europa.

Segundo uma fonte do Departamento de Defesa, o sistema americano se afasta do conceito de um grande escudo antimísseis, de um grande radar, para ser mais versátil.

sjw/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG