Moscou, 20 abr (EFE).- O representante russo na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Dmitri Rogozin, afirmou hoje que a Rússia não assistirá a uma reunião dos chefes dos estados maiores militares de ambas as partes, se a Aliança não cancelar as manobras militares que planeja realizar na Geórgia.

"Se não houver nenhuma reação (aos protestos russas pelos exercícios), daremos alguns passos. Posso dizer que a reunião dos chefes dos estados maiores da Otan e da Rússia planejada para 7 de maio não acontecerá mais", disse Rogozin, segundo a agência "Interfax".

Qualificou de "provocação" a decisão da Otan de não cancelar essas manobras, planejadas há muito tempo, após a guerra russo-georgiana de agosto do ano passado. EFE si/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.