Rússia não encontra materiais suspeitos em navio desaparecido

MOSCOU (Reuters) - A Rússia afirmou nesta terça-feira que não encontrou nada suspeito a bordo do navio Arctic Sea, cuja captura por supostos piratas na costa europeia atraiu a atenção da mídia neste mês. A imprensa especulava se a embarcação continha uma carga secreta de armas ou mesmo material nuclear, dizendo que um barco com carregamento de madeira seria um alvo improvável em uma das rotas mais policiadas do mundo.

Reuters |

"A inspeção inicial do navio não descobriu qualquer carga suspeita", disse o Ministério do Exterior da Rússia em um comunicado. "Uma inspeção mais detalhada será realizada em um dos portos da rota do Arctic Sea".

Um dos principais investigadores dentro da promotoria-geral, no entanto, falou que esperará a segunda busca antes de emitir qualquer conclusão.

"Esse navio precisa ser investigado, para que não restem incertezas nessa história", disse Alexander Bastrykin, de acordo com a agência de notícias Interfax. "Não descartamos que ele pudesse estar carregando mais do que madeira".

Promotores russos afirmaram que o navio, que tinha bandeira maltesa mas tripulação majoritariamente russa, foi capturado perto da costa da Suécia.

Segundo o ministério, o capitão inicialmente disse que o navio era da Coreia do Norte, mas essa informação foi negada por Pyongyang.

"Várias zonas cinzas continuam em torno do Arctic Sea", disse o ministério no comunicado.

(Reportagem de Conor Humphries)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG