Rússia libera trânsito de militares dos EUA sobre seu território

MOSCOU (Reuters) - A Rússia concordou nesta segunda-feira em permitir o trânsito aéreo de soldados e armas dos Estados Unidos sobre seu território para chegar ao Afeganistão, uma medida saudada por Washington como uma valiosa contribuição de ajuda às Forças Armadas dos EUA que lutam contra o Taliban. O pacto, acordado após discussões no Kremlin durante a visita do presidente Barack Obama ao líder russo, Dmitry Medvedev, permite que 4.500 soldados norte-americanos voem anualmente sobre a Rússia sem nenhum encargo extra, informou uma autoridade norte-americana.

Reuters |

"Este acordo permitirá que os EUA diversifiquem as rotas cruciais de transporte usadas para movimentar as tropas e reabastecer as forças internacionais com equipamentos críticos no Afeganistão", informou a Casa Branca em um comunicado.

"Ao prover acesso a estas rotas de trânsito, a Federação Russa está permitindo um aumento substancial na eficiência de nossos esforços comuns para derrotar as forças de violência extremistas no Afeganistão e garantir a segurança no Afeganistão e na região fronteiriça", informou o comunicado.

As novas rotas de trânsito são tão importantes aos Estados Unidos quanto as rotas existentes no Paquistão, que têm sido atacadas pelos militantes.

As rotas russas irão poupar os Estados Unidos em mais de 133 milhões de dólares anualmente em combustível e outras despesas, informou a Casa Branca.

O acordo será válido por um ano, com renovações automáticas ilimitadas se ambos os lados concordarem, informou uma autoridade norte-americana, acrescentando que o pacto requer ratificação do parlamento russo.

(Reportagem de Jeff Mason)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG