Moscou, 18 ago (EFE).- A Rússia anunciou hoje a expulsão de dois diplomatas tchecos em resposta a uma decisão semelhante de Praga, que ordenou na semana passada que dois funcionários russos deixassem o país por atividades de espionagem.

"Esse passo não amistoso da parte tcheca, que declarou persona non grata dois diplomatas russos, não podia ficar sem resposta", disse uma fonte na Chancelaria russa à agência "Interfax".

Ele acrescentou que, por isso, "dois funcionários da embaixada tcheca em Moscou foram informados de que terão que abandonar o país".

No sábado, o ministro de Exteriores russo, Serguei Lavrov, qualificou de "provocação" a decisão das autoridades tchecas.

A imprensa tcheca informou há poucos dias que o militar adjunto da embaixada russa em Praga tinha sido expulso do país e que outro diplomata russo foi recomendado a não retornar de férias a seu posto de trabalho.

De acordo com fontes tchecas, a contraespionagem militar do país considera que os diplomatas russos trabalham para os serviços secretos de Moscou, assim como a maioria dos 200 empregados da embaixada e dois consulados da Rússia na República Tcheca. EFE io/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.