Bruxelas, 11 ago (EFE) - A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) prevê realizar amanhã uma reunião extraordinária do conselho consultivo com a Rússia, para analisar com as autoridades do país a situação na Ossétia do Sul, indicaram fontes da Aliança.

A ministra de Exteriores da Geórgia, Eka Tkelashvili, também planeja ir amanhã à sede da Otan, para falar perante o Conselho do Atlântico Norte, principal órgão de decisão da organização, sobre o conflito com a Rússia em torno da região separatista da Ossétia do Sul.

Após ser anunciado o encontro com a ministra georgiana, o representante permanente de Moscou perante a Aliança, Dmitri Rogózin, pediu uma reunião com os representantes russos, já que, em sua opinião, a Otan não pode tomar nenhuma decisão sem conhecer o ponto de vista russo.

Segundo fontes da Aliança, os preparativos para manter uma reunião amanhã com a parte russa "já estão em andamento".

Aos dois encontros, que terão lugar na primeira hora da tarde, assistirão os embaixadores perante a Otan dos países-membros, indicaram as fontes, assim como o secretário-geral da Aliança, Jaap de Hoop Scheffer. EFE epn/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.