Rússia envia ajuda às vítimas de terremoto na China

Moscou, 15 mai (EFE) - A Rússia enviou hoje à China dois aviões com pessoal médico, equipes de resgate e um hospital móvel para prestar assistência às vítimas do terremoto que, na segunda-feira, atingiu o país, informou o Ministério de Situações de Emergência russo.

EFE |

Segundo a agência russa "Interfax", em um avião irá uma equipe de resgate de 29 pessoas, 13 médicos e três psicólogos, com destino à província de Sichuan (sul), onde ocorreu o terremoto, que alcançou 7,8 graus na escala aberta de Richter e pode ter causado 20 mil mortos, de acordo com dados oficiais.

Além disso, também viajarão nesse avião de transporte quatro funcionários do grupo operacional do Ministério de Emergência especialistas na gestão de catástrofes.

O segundo avião, que pousará na sexta-feira na cidade chinesa de Chengdu, capital da província, transportará um hospital móvel, dois caminhões com equipes de emergência, 28 médicos e outros dez especialistas em catástrofes, e sete toneladas de medicamentos.

A Rússia, por ordem do presidente russo, Dmitri Medvedev, já enviou na terça-feira à China vários aviões Il-76 com ajuda humanitária para as milhares de vítimas do terremoto.

Esta semana, Medvedev expressou suas condolências ao presidente da China, Hu Jintao, e disse estar convencido de que os Jogos Olímpicos de Pequim não serão afetados pela tragédia. EFE io/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG