Rússia entrega 29 piratas somalis capturados no Golfo de Áden

Moscou, 28 mai (EFE).- A Rússia entregou às autoridades do Irã e do Paquistão os 29 piratas somalis capturados no final de abril por uma embarcação russa no Golfo de Áden, informou hoje a Marinha russa.

EFE |

"Após uma semana de investigações, os piratas foram entregues a representantes do Irã e do Paquistão", disse um porta-voz da Marinha à agência "Interfax".

A embarcação antissubmarino russa capturou os piratas após interceptar o navio onde navegavam a cerca de 15 milhas da costa leste da Somália.

A Marinha explicou hoje que as autoridades russas "não tinham argumentos legais para julgá-los em território russo", por isso decidiram entregá-los em custódia a outros Estados interessados.

Segundo a imprensa local, Moscou não sabia o que fazer com os 29 piratas devido, principalmente, à falta de acordos com os países da região e de uma embaixada própria na Somália.

O presidente russo, Dmitri Medvedev, colocou a necessidade de regulamentar internacionalmente os mecanismos de processamento dos piratas detidos, possivelmente mediante a criação de uma corte especial.

A Rússia enviou no final de março uma frota de quatro navios à região para vigiar as rotas utilizadas por petroleiros e cargueiros, aterrorizados nos últimos meses pelos piratas somalis.

A Marinha russa anunciou, no final de 2008, que tem intenção de ter presença permanente nas águas do Chifre da África e no Golfo de Áden. EFE io/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG