Rússia encerra regime antiterrorista na Chechênia

Moscou, 16 abr (EFE).- O Comitê Nacional Antiterrorista (CNA) da Rússia pôs fim hoje ao regime de operação contra o terror na república da Chechênia, que vigorou por quase dez anos.

EFE |

"O presidente do comitê e diretor do Serviço Federal de Segurança (FSB, antiga KGB), Aleksandr Bórtnikov, anulou a partir da meia-noite de 16 de abril a ordem que declarava o território da república (da Chechênia) zona de operação antiterrorista", diz uma nota do CNA, citada pela agência oficial de notícias local "Itar-Tass".

A partir de hoje, a luta antiterrorista na Chechênia será feita de acordo com as mesmas normas que regem nas demais partes da Federação Russa.

"A decisão está ligada a criar condições para a normalização da situação" na Chechênia, diz o comunicado oficial.

O CNA encarregou o comando do agrupamento militar do Cáucaso Norte de adotar medidas para otimizar os recursos e o número de soldados na região de acordo com as novas condições.

O porta-voz do Ministério do Interior russo, o coronel Vasyl Pánchenkov, já tinha antecipado que caso que se pusesse fim à operação antiterrorista na Chechênia, seriam retiradas de lá quase todas as unidades dessa pasta destacadas provisoriamente, cerca de 20 mil homens.

"É com grande satisfação que recebemos a notícia do fim do regime de operação antiterrorista", disse o presidente da Chechênia, Ramzan Kadyrov, citado pela agência de notícias "Interfax".

"Hoje, a república da Chechênia, como admitem milhares de visitantes, incluindo políticos, homens de negócios, jornalistas e personalidades da cultura, é uma região pacífica e em desenvolvimento", acrescentou. EFE bsi/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG