Rússia e UE realizarão reunião ministerial em São Petersburgo

Moscou, 14 out (EFE).- A Rússia e a União Européia (UE) realizarão no dia 28 de outubro, em São Petersburgo, uma reunião ministerial antes da cúpula bilateral de 14 de novembro, em Nice, informou hoje o representante russo na UE, Vladimir Chizhov.

EFE |

"Em 28 de outubro, em São Petersburgo, acontecerá uma reunião do Conselho Permanente de Parceria EU e Rússia para assuntos exteriores", declarou Chizhov à agência "Interfax".

A Rússia será representada pelo chefe de sua diplomacia, Serguei Lavrov, informou.

A UE provavelmente será representada pelos ministros de Relações Exteriores da França - que ocupa a Presidência rotativa da UE - e da República Tcheca, assim como pelo alto representante de Política Externa e de Segurança da UE, Javier Solana, e pela comissária de Relações Exteriores da UE, Benita Ferrero-Waldner.

Chizhov acrescentou que no mesmo dia acontecerá uma reunião ministerial da chamada Dimensão Norte, que reúne Rússia, Islândia, Noruega e UE.

Nas reuniões de São Petersburgo e Nice deverão ser decidido se a UE retoma as negociações com Moscou para a ratificação de um novo e ambicioso acordo de cooperação, cujo início da negociação foi suspenso por causa do recente conflito armado entre Rússia e Geórgia.

A UE recebeu ontem com "satisfação" a retirada russa das áreas estipuladas da Geórgia, mas vários países pediram que as negociações estratégicas com a Rússia sejam suspensas até serem resolvidos os problemas para o retorno às suas casas dos deslocados pela guerra de agosto.

Os ministros de Exteriores reunidos em Luxemburgo reconheceram a necessidade de assinarem com os russos uma futura associação estratégica em questões como energia, mas não chegaram a um acordo sobre o calendário de negociações.

Vários ministros concordaram que seria adequado retomar o diálogo antes da cúpula bilateral do dia 14 de novembro, em Nice, cuja realização ninguém colocou em dúvida.

Este fato, segundo o ministro de Assuntos Exteriores da Espanha, Miguel Ángel Moratinos, "é positivo" e mostra que existe "vontade de diálogo".

Para recuperar o diálogo estratégico para o acordo de associação, uma série de nações - os Países Bálticos, a Polônia, a Suécia e o Reino Unido - afirmam que desejam esperar para ver o comportamento da Rússia nas conversas com a Geórgia, que serão iniciadas em Genebra no próximo dia 15. EFE se/fh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG