Rússia e Japão dizem que testes norte-coreanos exigem reação

Moscou, 30 mai (EFE).- O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, e o primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, disseram hoje que os testes nucleares da Coreia do Norte exigem a mais séria reação.

EFE |

A declaração dos dois líderes aparece na nota da assessoria de imprensa do Kremlin que resume a conversa telefônica que ambos tiveram hoje por iniciativa do premiê japonês.

"As partes foram unânimes na necessidade de reagir da maneira mais séria a essas ações (norte-coreanas), que representam um desafio ao sistema de segurança internacional", diz o comunicado.

Os dois líderes também se dispuseram a "coordenar a elaboração das medidas adequadas à situação criada e orientadas à sua solução, as quais serão incorporadas à nova resolução do Conselho de Segurança" da ONU, informou o Kremlin.

Aso e Medvedev conversaram ainda sobre temas de interesse bilateral. Neste contexto, o presidente russo ressaltou a importância de ambos "se absterem de fazer declarações públicas sobre os problemas espinhosos" nas relações entre os dois países.

O premiê japonês, segundo o Kremlin, "acolheu com compreensão" esta observação de seu interlocutor. EFE mb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG