Rússia e Geórgia se acusam mutuamente no Conselho de Segurança da ONU

Rússia e Geórgia se acusaram mutuamente hoje pela escalada de violência na república separatista georgiana da Ossétia do Sul, durante reunião do Conselho de Segurança da ONU, reunido pela segunda vez em algumas horas, à tarde, em Nova York, para tentar fazer aprovar o cessar-fogo.

AFP |

Durante a reunião, o embaixador georgiano na ONU Irakli Alasania acusou Moscou de ter "começado uma invasão militar" da Geórgia e mostrou no mapa os lugares bombardeados pela aviação russa desde quinta-feira.

"É um desafio à comunidade internacional", estimou Alasania.

O embaixador da Rússia na ONU Vitaly Churkin, por sua vez, culpou Tbilisi pela escalada do conflito, declarando que "ataques da Geórgia contra a Ossétia do Sul estavam sendo conduzidos em conivência com alguns membros do Conselho de Segurança".

"Uma catástrofe humanitária está em curso", afirmou Churkin. Denunciou operações de "limpeza étnica" que estariam acontecendo, e recordou que muitos russos viviam na pequena república separatista, independente de fato de Tbilisi.

mes/rpl/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG