Rússia e EUA avançam em acordo nuclear, diz chanceler russo

MOSCOU (Reuters) - A Rússia e os Estados Unidos obtiveram progressos na busca por um acordo que leve à redução dos enormes arsenais nucleares remanescentes da Guerra Fria, disse o chanceler russo, Sergei Lavrov, segundo as agências locais de notícias. Os presidentes Barack Obama e Dmitry Medvedev definiram em julho as linhas gerais de um acordo preliminar para substituir o histórico Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Start-1), de 1991. No entanto, os negociadores ainda discutem diversas questões técnicas. O tratado Start 1 foi assinado por George Bush e Mikhail Gorbachev nos últimos meses da Guerra Fria.

Reuters |

Lavrov disse que os negociadores obtiveram acordos acerca de questões difíceis, e que apresentarão resultados aos dois presidentes durante o encontro que manterão paralelamente à cúpula do G20 neste mês em Pittsburgh.

"Teremos algo a apresentar até Pittsburgh," disse Lavrov, segundo as agências. O ministro se mostrou confiante de que o novo tratado será aprovado antes de o Start expirar, em dezembro.

A adoção do novo tratado é vista por ambas as partes como uma forma de "relançar" as relações bilaterais, após anos de atritos entre Washington e Moscou.

Um dos entraves ainda a serem superados é o plano norte-americano de instalar um escudo antimísseis no Leste Europeu.

"Precisamos resolver muitas questões bastante difíceis envolvendo a segurança da Rússia e dos EUA," disse Lavrov.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG