Rússia e EUA analisam a portas fechadas escudo antimísseis americano

Moscou, 15 dez (EFE) - Rússia e Estados Unidos mantêm hoje a portas fechadas novas consultas sobre os planos americanos de instalar componentes do Sistema de Defesa Nacional contra Mísseis americano na Polônia e na República Tcheca. O vice-ministro de Exteriores russo, Serguei Ribakov, abordará o assunto com o subsecretário de Estado adjunto americano para o Controle de Armas e Segurança Internacional, John Rood, segundo as agências de notícias russas. Além do escudo, considerado pela Rússia uma ameaça direta à sua segurança, as duas partes também discutirão a proliferação de armas de destruição em massa e a luta contra o terrorismo. O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, insistiu recentemente em que os elementos estratégicos do escudo que os EUA planejam instalar no Leste Europeu são dirigidos contra a Rússia. Esse projeto está dirigido contra o potencial estratégico da Rússia. E nós não podemos mais responder, afirmou Putin em uma conferência internacional sobre assuntos humanitários.

EFE |

O premiê russo assegurou que o Kremlin espera "mudanças positivas" nas relações entre Rússia e EUA quando o presidente eleito americano, Barack Obama, assumir o poder, em janeiro.

Se os EUA revisassem sua idéia de desdobrar seu escudo na Europa, Putin destacou que a Rússia renunciaria aos planos de instalar foguetes táticos Iskander no enclave báltico de Kaliningrado.

A Rússia considera que o radar que os EUA devem desdobrar em território tcheco permitiria ao Pentágono controlar as bases de mísseis estratégicos situadas na parte européia da Rússia e os submarinos nucleares da Frota do Norte.

Já os mísseis interceptores em solo polonês poderiam abater foguetes russos durante a fase inicial de lançamento. EFE io/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG