Rússia dobrará orçamento de programa espacial em 2009

Moscou, 14 jul (EFE) - A Rússia dobrará os gastos com o programa espacial em 2009, cuja quantia vai se aproximar do valor investido pela antiga União Soviética, anunciou hoje o subdiretor da agência espacial russa Roscosmos, Vitali Davidov.

EFE |

"O aumento afetará todas as esferas do programa espacial federal, e não só a cosmonáutica tripulada", afirmou Davidov à agência "Itar-Tass", mas sem especificar qual foi o orçamento de 2008 nem até que nível exatamente chegará em 2009.

O orçamento da Roscosmos em 2007 foi de US$ 1,340 bilhão e a despesa do programa espacial soviético em 1989 chegava a US$ 3,280 bilhões.

Ainda com o aumento, Rússia aplicará menos dinheiro em suas atividades espaciais do que França, Japão, União Européia (UE) e Estados Unidos, país cujo orçamento é de US$ 17 bilhões.

Davidov disse que, embora a Duma ou Câmara dos Deputados ainda tenha que aprovar em agosto o orçamento do ano que vem, o Ministério das Finanças já garantiu o aumento à Roscosmos.

"Todas as naves espaciais cujas decolagens estão previstas para os próximos três anos serão lançadas", ressaltou.

Entre outras coisas, o dinheiro distribuído à Roscosmos será utilizado para desenvolver uma nova nave espacial que substitua a existente, a "Soyuz".

A Rússia iniciou no ano passado os preparativos para conquistar a Lua e Marte, com o objetivo de que suas naves não tripuladas cheguem à superfície lunar e ao planeta vermelho até 2015.

Cientistas russos dizem que o primeiro vôo tripulado russo a Marte poderia acontecer já em 2020, ainda sem descer à superfície marciana, mas se limitando a estudar o planeta com a ajuda de aparelhos automáticos controlados desde a órbita. EFE io/rb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG