Rússia diz que reagirá de maneira pragmática e madura a ampliação da Otan

Moscou, 2 abr (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, afirmou hoje que a resposta do Kremlin à eventual ampliação da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) será pragmática e madura.

EFE |

"Vamos reagir com pragmatismo, não como crianças ofendidas que batem a porta e correm", disse o chefe da diplomacia russa em um discurso na Duma (Câmara dos Deputados).

Lavrov assegurou aos legisladores que haverá uma resposta do país às "tentativas artificiais e desnecessárias de ampliar a Otan, que de modo algum aumenta a eficácia da luta contra as ameaças comuns".

"Estou convencido de que estamos no meio do caminho de um processo de transição das relações internacionais, de transição do confronto de blocos da época da Guerra Fria", assinalou.

Explicou que a Rússia, antes de muitos outros países, entendeu que no mundo atual a lógica de blocos não funciona.

"Pois bem, que (a Otan) se amplie sobre a base da lógica de bloco da soma de territórios", disse Lavrov.

"Ele não conseguirão solucionar qualquer problema (...) como a luta contra o terrorismo e o narcotráfico sem nossa ajuda", acrescentou.

Os Estados Unidos apóiam as aspirações de Ucrânia e Geórgia, duas antigas repúblicas soviéticas, de ingressar na Otan, o que causou mal-estar em Moscou. EFE bsi/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG