Rússia diz que não é contra resolução da ONU para Pyongyang

MOSCOU (Reuters) - A Rússia não desaprova uma resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre o teste nuclear da Coreia do Norte esta semana, mas sente que é muito cedo para falar a respeito de possíveis penalidades, informou um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores nesta quinta-feira. Nós não temos qualquer base para sermos contra uma nova resolução do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas sobre a Coreia do Norte, disse Andrei Nesterenko a jornalistas.

Reuters |

"É prematuro falar em detalhes da decisão do Conselho de Segurança em relação a possíveis sanções contra a Coreia do Norte e sobre seus passos", acrescentou.

Diplomatas ocidentais disseram na quarta-feira que as potências mundiais, incluindo a Rússia, concordaram em princípio que a Coreia do Norte deve enfrentar sanções por desafiar uma resolução da ONU ao lançar um segundo dispositivo nuclear no dia 25 de maio.

Um esboço da resolução não deve estar pronto para circular entre as 15 nações do Conselho até a próxima semana, disseram os diplomatas.

Nesterenko alertou contra uma corrida armamentista na Ásia após o teste nuclear da Coreia do Norte.

"Nós esperamos que as últimas ações da Coreia do Norte não sejam usadas por outros Estados como uma desculpa para reforçar seus poderios militares e não se torne uma nova... corrida armamentista na região", disse.

(Reportagem de Oleg Shchedrov e Guy Faulconbridge)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG