Rússia diz que cresce atividade de cartéis latino-americanos no país

Tbilisi, 28 jun (EFE) - A Rússia alertou hoje na Geórgia, durante uma reunião do Conselho de Ministros do Interior da pós-soviética Comunidade dos Estados Independentes (CEI), que as atividades dos cartéis de drogas latino-americanos cresceram no país.

EFE |

"Sem ser um país no qual se registre um consumo significativo de cocaína, sua presença (do cartel) na Rússia aumenta com rapidez.

Após ter observado a atração do mercado da droga na Rússia, os cartéis latino-americanos atuam para entrar nele", disse o ministro do Interior russo, Rashid Nurgaliev, em Batumi.

Atualmente se registra uma ativação dos grupos dedicados ao tráfico de cocaína na Rússia, diretamente relacionado com a atividade de organizações criminosas transnacionais que operam em países da Europa e dos Estados Unidos, afirmou, segundo as agências de notícias locais.

Segundo Nurgaliev, "as informações do Ministério do Interior certificam que os centros operacionais para o fornecimento de cocaína estão além das fronteiras da Rússia".

"Utilizam nossa infra-estrutura de transportes e os vazios de equipamento técnico dos portos marítimos para organizar entregas à Europa e envolvem no tráfico de drogas transnacional a tripulação dos navios, integrada principalmente por cidadãos da CEI", destacou.

O ministro informou que "ultimamente o Ministério do Interior, em cooperação com os parceiros americanos e britânicos, desbaratou todo um sistema de recrutamento de marinheiros para a provisão de drogas procedentes da América Latina".

No entanto, e apesar de toda uma série de operações bem-sucedidas, ainda não foi possível acabar com o centro operacional destes cartéis, localizado além das fronteiras da CEI.

Neste sentido, acrescentou, é preciso impulsionar e coordenar os esforços comuns para lutar contra o tráfico de drogas. EFE mv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG