Rússia diz que colaboração contra Venezuela não é voltada contra EUA

Moscou, 6 out (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, declarou que a cooperação entre seu país e a Venezuela não está voltada contra nenhum outro país, incluído os Estados Unidos, publicará o jornal Rossiyskaya Gazeta amanhã.

EFE |

"Não sei a razão de tirar este tipo de conclusões. A Rússia e a Venezuela não têm nenhuma intenção de atacar ninguém. A Rússia e a Venezuela cooperam apenas sobre a base das normas do direito internacional", declarou.

Lavrov comenta desta forma, a pedido da publicação, as informações que surgiram na imprensa norte-americana que a cooperação entre Moscou e Caracas é dirigida contra os EUA, diz a agência oficial "RIA Novosti".

"Por isto, antes de inventar hífens hipotéticos de versões totalmente inimagináveis de ataques contra os EUA, eu proporia à 'CNN' uma investigação jornalística de como foi preparado o ataque contra a Ossétia do Sul, incluído o ataque contra a Rússia", declarou.

Ele acrescenta que o ataque contra as forças de paz de qualquer país é considerado pelo direito internacional um ataque contra o Estado que representam.

No final de setembro, o presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, se reuniu em Orenburgo com seu colega venezuelano, Hugo Chávez, com quem abordou fundamentalmente a cooperação dos dois países no âmbito energético.

Uma esquadra de navios de guerra russos segue atualmente para o Caribe com o intuito de realizar manobras navais com a Venezuela, país que recentemente também foi visitado por dois bombardeiros estratégicos russos Tu-160. EFE egw/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG