Rússia diz desconhecer proposta de cessar-fogo georgiana

As autoridades russas dizem desconhecer a proposta de cessar-fogo para o conflito na Ossétia do Sul feita pelo presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili.

EFE |

A Presidência, a Chancelaria e o Ministério de Defesa disseram não ter recebido "nada" da parte georgiana.

"Por nenhum canal recebemos contato dos dirigentes da Geórgia direcionados ao presidente da Rússia", disse às agências locais a assessoria de imprensa do Kremlin.

Uma fonte da Chancelaria disse à agência "Interfax" que também não recebeu proposta alguma para a cessação das hostilidades.

"Não sabemos de nada, mas antes (os georgianos) devem fazer outra coisa: retirar suas tropas e armamento e deixar de matar gente na Ossétia do Sul", comentou o Ministério da Defesa.

Saakashvili pediu esta manhã à Rússia um cessar-fogo imediato na Ossétia do Sul e sua chamada foi transmitida por todas as agências e canais de televisão internacionais e locais.

Esta tarde, durante a visita a um hospital de Tbilisi onde atendem aos feridos, Saakashvili reiterou que a "Geórgia está disposta a impor um cessar-fogo em Tskhinvali e iniciar negociações com a Rússia".

"Me dirigi ao presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, com a proposta de deter juntos esta demência", disse.

Durante uma conversa telefônica com o presidente americano, George Bush, o presidente russo pôs como condições a retirada das tropas da Geórgia.

    Leia tudo sobre: georgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG